A prática da oração, em tempo de pandemia

O que é discipulado? O significado da raiz do termo para “fazer discípulas e discípulos” refere-se a “acreditar e aprender”, mas não apenas isto – se o fosse, Jesus teria usado estas palavras, mas não usou. Discipulado, então, carrega consigo uma bela combinação de significados. Para John MacArthur: “No contexto, está relacionado àquele que coloca sua confiança em Jesus Cristo e o segue, vivendo em contínuo aprendizado e obediência”.O discipulado é muito mais que um método de ensino apostilado, ou um grupo de pessoas que reúne com seu mestre. O discipulado é a vida cristã como um todo – ser cristão/ã e ser discípulo/a deveriam ser sinônimos. O discipulado não é opcional, como se fosse um estágio da vida cristã – é tornar-se e continuar sendo discípulo/a de Cristo por meio da pregação do evangelho dia após dia.
Sendo que o discipulado é seguir a Jesus, vivendo em contínuo aprendizado e obediência, destaco um princípio importantíssimo ensinado e vivenciado por Cristo, e negligenciado pela sociedade pós-moderna em tempo de pandemia:
a oração!
Podemos aprender com os Evangelhos, que Jesus orava na privacidade, pois quando os discípulos lhe pediram instruções sobre a oração, a resposta de Jesus é que deveriam isolar-se. As orações secretas causavam impacto em seus seguidores.
As orações de Jesus mostram Sua notável despreocupação com necessidades pessoais. Ele fez poucos pedidos em benefício próprio, sua preocupação maior sempre foi com seus semelhantes. Depois de um dia de muito trabalho, ministrando na vida das pessoas, fazendo discípulos/as, pregando para multidões, curando os enfermos, Ele costumava retirar-se para um lugar isolado para orar. As orações de Jesus intensificavam-se nos momentos mais difíceis e ocasiões importantes. Ele orava com o mesmo fervor e intensidade com o qual cuidava das pessoas, pois sabia do valor da oração tanto para a sua vida como para quem pastoreava.
Como se faz necessária a oração, principalmente nesses momentos de quarentena e pandemia, em que as pessoas estão isoladas, com medo do que está por vir. É preciso ensinar no sentido de envolver a Igreja com propostas que venham dirimir dúvidas acerca da oração e sua importância, como também conscientizar a comunidade de fé sobre a necessidade de uma vida de oração. Pois, é pela oração que mantemos a nossa vida de comunhão com Deus em Cristo!


Mauro Sérgio de Oliveira, pastor na IM em Cassilândia (MS)

Gostou desse artigo? Passe adiante!

Compartilhar no facebook
Compartilhar
Compartilhar no twitter
Compartilhar
Compartilhar no linkedin
Compartilhar
Compartilhar no pinterest
Compartilhar