Uma breve história do hino “Plena Consagração”(nº 183)

O hino “Plena Consagração”, cujo número no hinário metodista é 183 possui uma história muito bonita. Seu nome original é “I Surrender All” (lit. Eu rendo tudo) e o autor da letra é o evangelista Judson Van DeVente.

Judson nasceu e foi criado em uma fazenda perto de uma vila chamada Dundee, no estado de Michigan (EUA) em 5 de dezembro de 1855. Estudou em escolas rurais e no colégio distrital Hillsdale College. Após sua formatura, tornou-se professor de artes e supervisor na escola pública de Sharon, Pensilvânia. DeVente também foi destacado estudante de música, dominando 13 instrumentos, além de cantar e compor. Estima-se que ele compôs mais de cem hinos.

DeVente foi um cristão fervoroso e ativo na Igreja Metodista Episcopal. Baseado na sua devoção e talento, seus amigos o incentivaram a abrir mão da sua área de ensino e dedicar-se integralmente ao ministério evangelístico. Durante cinco anos, ele hesitou ponderando entre sua carreira artística e o caminho da “pescaria de homens”. Por volta de 1896, depois de um longo caminho no vale da decisão, Judson “entregou tudo”, seguindo o conselho dos amigos e rendendo-se à vontade do Senhor. Em meio a essa transição nasce o hino “I Surrender all”, escrito enquanto o agora evangelista, dirigia uma reunião em Ohio. A partir de então, DeVente viajou pregando o Evangelho pelos EUA, Inglaterra e Escócia.

Winfield S. Weeden seu amigo associado, que o assistiu e acompanhou durante anos, musicalizou o hino “I Surrender all”. Weeden publicou este e muitos outros hinos de DeVente depois, em alguns volumes. Weeden amou tanto o hino que em sua lápide está escrito: “I Surrender all”.

Próximo do fim de sua vida, Judson mudou-se para a Flórida, onde lecionou a matéria de hinologia no Florida Bible Institute. DeVente viveu seus últimos dias em Tampa, Flórida, vindo a falecer em 1939.

Esse hino influenciou milhares de pessoas ao redor do mundo. Talvez a mais notória foi sobre o evangelista mundialmente conhecido, Billy Graham, estudante do Florida Bible Institute. Sobre esse hino, Graham escreve: “Nós os estudantes amávamos esse homem bondoso e profundamente espiritual e muitas vezes reuníamo-nos no seu lar em Tampa, Flórida, para noites de amizade e canto”. Uma outra influência notória desse hino foi sobre a apresentadora, atriz, produtora Oprah Winfrey. Oprah ao fazer teste para atuar no filme “A Cor Púrpura” (1985) se deparou com um desafio custoso. A apresentadora afirmou que durante o processo ela entregou seu desejo ao Senhor e cantou o hino, sentindo uma enorme paz e alívio no coração. Ao retornar para a sala de teste, o diretor Steven Spielberg lhe entregou o papel, o qual lhe rendeu indicação para o Oscar e Globo de Ouro.

—- Texto do seminarista Benaia Montevechi

Referências:

HISTORY of Hymns: “I Surrender All”. Discipleship Ministries, 2013. Disponível em < https://www.umcdiscipleship.org/resources/history-of-hymns-i-surrender-all>. Acesso em 01 de mar de 2021

JUDSON W. Van DeVenter. Hymnology Archive, 2018-2020. Disponível em <https://www.hymnologyarchive.com/judson-w-van-deventer>. Acesso em 01 de mar de 2021

JUDSON W. Van DeVenter. The Divine Hymns. Disponível em < https://www.divinehymns.com/artist/judson-w-van-deventer/>. Acesso em 01 de mar de 2021.

STORY Behind I surrender all(hymn). The Cristian Music Minister. Disponível em < http://cmminister.blogspot.com/2016/04/story-behind-i-surrender-all-hymn.html>. Acesso em 01 de mar de 2021.

TUDO a Ti, Jesus, consagro. Paulo Franke – História dos Hinos. 2011. Disponível em <http://paulofranke-historiasdoshinos.blogspot.com/2011/03/tudo-ti-jesus-consagro.html>. Acesso em 01 de mar de 2021.

Gostou desse artigo? Passe adiante!

Compartilhar no facebook
Compartilhar
Compartilhar no twitter
Compartilhar
Compartilhar no linkedin
Compartilhar
Compartilhar no pinterest
Compartilhar