Novos desafios e possibilidades

“Ó grande e poderoso Deus, cujo nome é o Senhor dos Exércitos, grandes são os teus propósitos e poderosos os teus feitos. Os teus olhos estão atentos aos atos dos homens; tu retribuis a cada um de acordo com a sua conduta, de acordo com os efeitos das suas obras” (Jr 32.18-19).

Geralmente fantasiamos a passagem de um ano para outro, como se a mudança de calendário por si só fosse gerar uma grande mudança em nossas vidas. No mundo da fantasia e da hipocrisia pode se esperar que tudo ou quase tudo mude, mas na prática, as coisas não acontecem e não são simples de acontecer. Bom seria se fosse como alguns filmes e novelas, que tem um início, um pouco difícil, e um final sempre feliz.
Na vida real, com cenários reais, as histórias tendem a ser reais também, com seus altos e baixos, vitórias e derrotas, alegrias e tristezas, realizações e decepções, saúde e enfermidades, contratos e destratos, perdas e ganhos, etc…
Prefiro partir de nossa realidade humana para a utopia de Deus em nossas vidas, pois nEle temos esperança real, confiança plena, dependência convicta, pensamentos e desejos bons, expectativas boas, porém reais e a serem construídas a duas mãos, a dEle e as nossas. Utopia sem o poder de Deus é ilusão, fantasia, enganação de si mesmo ou do próximo. Pois existimos à partir de Deus, não de nós mesmos ou de vãs filosofias humanas. Nascemos e vivemos nEle e para Ele.
Dependendo de como nos posicionamos interiormente em Deus e de como nos comportamos exteriormente com Deus, vários detalhes em nossas vidas podem mudar de um ano para outro, para melhor ou para pior, daí a importância de sempre revermos nossos conceitos a partir de Deus e de nossas atitudes a partir de nós mesmos.
De fato, creio nas possibilidades de mudanças para melhor a partir de Deus, bem como creio nas minhas realidades humanas que vão sendo aperfeiçoadas para melhor à partir de mim mesmo, de minhas novas ou renovadas atitudes. Nunca esquecendo que, nossa primeira fonte de mudanças não se alteram ou não devem ser alteradas à medida que caminhamos rumo a dias melhores, pois se Deus não muda com o tempo, Seus princípios e valores são inalterados de geração a geração. Em contrapartida, se nós não mudarmos a partir dEle, nada mudará em nossas vidas, nem de um ano para outro, nem de década em década.
Albert Einstein diz: “A vida deve ser um crescimento e aprendizado constantes”. Einstein não teve uma vida fácil. Mau aluno na escola e considerado “inútil” pelos seus professores e pais,
teve de lutar muito para provar as suas capacidades. Mas, é a prova de que quando não desistimos, quando acreditamos no que defendemos, não há nada que nos derrube! Einstein defende que a verdadeira felicidade nunca vai ser alcançada pela ausência de problemas – porque problemas sempre existirão – mas, o que nos diferencia, é a maneira de lidar com as dificuldades e a força com que nos levantamos depois de uma queda! Ele também diz: “Não se deve ir atrás de objetivos fáceis, é preciso buscar o que só pode ser alcançado por meio dos maiores esforços”.
Lendo algumas coisas sobre Einstein, sua superação e crescimento, fico pensando nas possibilidades que possuímos em Deus e nas possibilidades que Deus planta em nossas mentes e corações por meio de Jesus Cristo e, na força e inspiração do Espírito Santo. Meu Deus! Quanta coisa pode mudar em nossa história, de um dia para outro, de um ano para outro; se fugirmos das fantasias e hipocrisias pessoais e nos apegarmos a Deus, lutando pelos propósitos que temos nEle e para Ele.
Como disse o profeta Jeremias, Deus é poderoso e seus propósitos são grandiosos, pois os olhos de Deus estão atentos aos atos dos homens e mulheres; Ele retribui a cada um/a de acordo com a sua conduta (Jr 32.19). Portanto, nossa conduta e nossos atos podem determinar muito nas mudanças que esperamos para nós mesmos. Os atos e condutas de Deus são inquestionáveis, mas quanto aos nossos, precisamos ficar alinhados sempre com os de Deus, caso contrário, nossos desvios nos levam à morte e miséria interna e externamente.
O apóstolo Paulo, escrevendo a Timóteo diz: “…que nos salvou e nos chamou com uma santa vocação, não em virtude das nossas obras, mas por causa da sua própria determinação e graça. Esta graça nos foi dada em Cristo Jesus desde os tempos eternos” (2Tm 1.9). Por nós mesmos nada podemos, mas há muitas coisas que não somente podemos, mas devemos realizar e praticar em nossas vidas. Nestes quesitos, Deus não vem realizar em nosso lugar o que compete a nós fazermos, mesmo que sendo em Seu nome.
De maneira prática, concluo que precisamos de metas a serem alcançadas, mesmo que simples. Sem metas práticas e mensuráveis em áreas específicas, não vamos longe e nem vamos poder medir se avançamos ou retrocedemos. Precisamos buscar pessoas e circunstâncias inspirativas e frutíferas para nos ajudarem na jornada. Cercar-se de pessoas piores que nós não vai ajudar na caminhada.
A própria Bíblia, com sua realidade, revela personagens que nos ajudam a crescer e muitos que podem nos inspirar a decrescer na vida. Podemos escolher em quem nos inspirar. Precisamos de muito ânimo, entusiasmo em Deus e em nós mesmos, se desejamos avançar na vida e nos propósitos que Deus tem para cada um de nós. Desânimo, pessimismo, reclamação, lamentação barata, culpar outros/as, não ajuda em nada nosso crescimento.
Olhemos para o futuro com os olhos de Deus, mas também busquemos enxergar a nós mesmos por meio de esforços e determinação. Precisamos mudar de atitudes para termos resultados melhores. Repetir atitudes nos levará a repetir resultados também. Albert Einstein fala que: “Há duas formas para viver a sua vida. Uma é acreditar que não existe milagre. A outra é acreditar que todas as coisas são um milagre”.
Enquanto discípulos e discípulas de Jesus Cristo, cremos em um Deus de milagres, mas também cremos que nossa vida é fruto de milagres. Podemos ser um milagre cada vez maior para nós mesmos, bem como para com o nosso próximo. Tudo para a glória de Deus.
Vamos lá? Acelere sua vida em Deus, com princípios de Deus, que tudo dará certo, mesmo que nem tudo saia certo aos seus olhos.
Com carinho e oração para que haja crescimento em todos nós, nesse novo ano de oportunidades que Deus nos dá!

Bispo Adonias Pereira do Lago (IR 137)

Gostou desse artigo? Passe adiante!

Compartilhar no facebook
Compartilhar
Compartilhar no twitter
Compartilhar
Compartilhar no linkedin
Compartilhar
Compartilhar no pinterest
Compartilhar