Informativo Regional Nº 150

QUANDO DEIXAMOS O “PRIMEIRO AMOR”, o fogo do Espírito Santo começa a se apagar em nossos corações e o resultado disso é a vida espiritual acomodada, fria e apática. Nas palavras do Bispo Adonias na sua reflexão que abre esta edição, “não podemos permitir que a igreja se institucionalize, pois, quando isso acontece, o poder humano assume o controle do ministério e serviço”. “Precisamos nos despertar para o pleno exercício do dom recebido. Seria como soprar as brasas da alma e ver o fogo subindo novamente em nossos corações. Seria ver o ministério incendiado pelo poder de Deus, por causa do dom recebido, que não pode se apagar e não pode depender de si mesmo e muito menos de ferramentas humanas para frutificar e florescer onde está plantado”, enfatiza o Bispo. Boa leitura!